Sabia que se você pegou um empréstimo no valor acima de 5 mil reais é obrigatório declarar no Imposto de Renda?

Como declarar meu empréstimo

O empréstimo sem garantia deve ser declarado em Dívidas e Ônus Reais, já para as modalidades de crédito com garantia, além de consórcios e financiamentos, devem ser informados como Bens e Direitos.

Para o empréstimo sem garantia, escolha o código conforme o tipo de instituição: 11 – Estabelecimento bancário comercial, no caso de bancos; 12 – Sociedade de crédito, financiamento e investimento, no caso de financeiras; 14 – Pessoas físicas, para empréstimos de familiares ou conhecidos.

No campo “Discriminação”, você precisará do valor do recurso, a taxa de juros indexados, o CNPJ da instituição financeira e o destino do crédito. No caso de empréstimo com pessoas físicas, você precisará declarar o CPF de quem concedeu o empréstimo, a forma de pagamento e o número e valor de parcelas.

O valor da dívida restante em 2018 deve ser declarado na opção “Situação em 31/12/2018”. Caso a dívida tenha sido contraída em 2019, deixe como “R$ 0”.

Em “Situação em 31/12/2019”, preencha o que resta para pagar, levando em conta o valor total do crédito menos o que foi pago até o período. As parcelas que foram quitadas no ano passado deverão ser declaradas na opção “Valor pago em 2019”.

Mesmo que seu empréstimo tenha sido inferior a 5 mil reais e não seja obrigatória a declaração, é interessante ter em mente que essa informação pode vir a te ajudar no futuro, além de manter o histórico da pessoa física transparente.

A declaração é pré-requisito para fazer financiamento, pois é onde tem todos os bens, dívidas ou obrigações. Portanto, a sua declaração também traz credibilidade em uma análise de crédito. Além disso, quanto mais dados declarados, melhor são as informações sobre o endividamento no país. Assim, a Receita consegue organizar com o governo programas de anistia fiscal ou parcelamento incentivado.

Sabemos que para fazer a declaração anual do imposto de renda precisamos de tempo e até força de vontade, pois precisamos de muita atenção com os dados preenchidos, ainda mais se a quantidade de informação for grande e você não for um especialista no assunto ou não tiver um para cuidar disso para você. E como já entramos no mês de junho, o prazo está próximo. Se não declarou ainda, faça o quanto antes e evite todo aquele desespero e estresse.


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *